METRO DO PORTO - MATOSINHOS (SR. MATOSINHOS - AV. FABRIL NORTE - CUSTÓIAS)
 
 
A intervenção do Metro de Matosinhos desenvolve-se ao longo de um elevado número de arruamentos inseridos predominantemente em espaço urbano, o que permitiu criar corredores verdes que serão usufruídos por um vasto número de pessoas. O Metro de superfície constituiu uma excelente oportunidade para a implementação de espaços verdes ao longo do seu espaço canal, assegurando-se uma rede contínua e coerente de vegetação ao longo do tecido urbano.
A filosofia subjacente ao trabalho assentou no princípio de que o único modo de projetar é tendo em consideração os sistemas humanos e naturais, pois só desta forma se garante a continuidade e o desenvolvimento das comunidades e dos ecossistemas.
O espaço verde é a única construção do homem capaz de estimular todos os seus sentidos e a que mais nos aproxima do natural e do artificial, do permanente e do efémero, desenvolvendo no ser humano um sem número de sensações, reflexões e emoções que mesmo de forma fugaz nos oferece satisfação. O que se pretende é que a “viagem” que fazemos ao longo do Metro nos possa oferecer imagens e sensações que nos façam sentir mais bem inseridos no espaço em que vivemos.
Com os projetos de integração paisagística do Metro deseja-se sempre promover a ligação sensorial e emotiva entre as populações e estes novos espaços, definindo-se locais com características distintas ao longo dos diferentes troços do Metro onde se sente a alternância de estações ao longo do ano (cores, florações, texturas, volumes), matrizes especificas de contexto urbano e de contexto rural, etc.
A intervenção contribuiu também para a implementação da Estrutura Ecológica Urbana no sentido da promoção do verde contínuo, com objetivos do aumento da qualidade ambiental, criação de corredores verdes ao longo das vias de comunicação, criação de cortinas arbóreas capazes de delimitarem bacias visuais com elevada qualidade paisagística, reorganização de áreas pavimentadas e indicação de eixos visuais estruturantes.
A instalação do Metro, por todas as razões que se conhecem, é um forte instrumento para a promoção da qualidade visual e ecológica das nossas cidades, pelo que o projeto de Integração Paisagística para além de considerar aspetos de ordem funcional e estética atendeu ao modo de funcionamento dos sistemas urbanos e à necessidade de os manter em equilíbrio.

Promotor:
Metro do Porto S.A.

Local:
Matosinhos, Portugal

Área:
9.6ha
  Coordenação e projeto:
Laura Costa, Orlando Baptista

Arquitetura:
Alcino Soutinho - Arquiteto; José Bernardo Távora - Arquiteto
  Data de projeto:
2001-2006

Data de conclusão da obra:
2006
 
 
2013, Laura Roldão Costa - Arquitetura Paisagista
Início | Contactos