INTERCETOR DO TÂMEGA - SETOR AMARANTE
 
 
O projeto foi elaborado no âmbito do estudo do Intercetor que acompanha o Rio Tâmega centrando-se na zona ribeirinha da cidade de Amarante.
Na abordagem projectual vários aspetos foram tidos em consideração, deste a mitigação dos impactos na fase de execução da obra e de exploração, à mitigação da implantação do Intercetor que ora se encontra enterrado, ora submerso, ora em superfície.
As áreas nas quais se vai intervir são muito utilizadas pela população de Amarante e são visitadas quer por turistas nacionais quer internacionais, uma vez que se trata de uma das cidades mais representativas da região do Minho/Trás-os-Montes e possui um vasto e significativo património. Na realização do projeto foram tidos em consideração a mitigação dos impactos, como referido, o mosaico da paisagem local, a garantia das acessibilidades à zona histórica de Amarante e a implantação do verde continuum.
Sendo um projeto que teve por premissas iniciais/encomenda questões de ordem técnica e de preservação do património construído e natural, revelou-se à medida que foi sendo desenvolvido que as questões de ordem estética/sensoriais/ecológicas foram as que moveram as soluções finais, tendo-se definido um projeto de espaços verdes associado a um passeio público ribeirinho. Projetos como o do Intercetor do Tâmega demonstram como o projeto de Arquitetura Paisagista é um elemento relevante e obrigatório em todas as intervenções na paisagem mesmo quando se pode considerar (erradamente) serem intervenções pontuais e quase impercetíveis no espaço e no tempo e das áreas meramente técnicas das engenharias.

Promotor:
Águas do Ave, S.A.

Local:
Amarante, Portugal

Área:
1.5ha
  Coordenação e projeto:
Laura Costa; Raquel Frias

Colaboração no projeto:
Sérgio Pinto; Ana Mesquita

Data de projeto:
2010-2011
  Prémios:
Prémio Nacional de Arquitetura Paisagista 2011, Categoria Projeto, Subcategoria Integração de Infra-Estruturas
 
 
2013, Laura Roldão Costa - Arquitetura Paisagista
Início | Contactos